Avalia360® - Sobre a Avaliação 360°

Sobre a Avaliação 360°

Por Marcia Veras

Trata-se de um processo em que os participantes (avaliados) recebem feedback estruturado de seu superior, pares e subordinados, fazendo também uma autoavaliação. O 360º, como é comumente chamado, pode ser feito de maneira formal ou não, avaliando competências específicas ou simplesmente perguntando sobre comportamentos demonstrados. Tradicionalmente, a avaliação 360º é construída sobre competências específicas e conduzida de maneira anônima, proporcionando assim um feedback mais honesto e transparente.

Seu resultado consolida as diversas percepções e funciona como um espelho de 4 faces, em que se pode comparar a visão de cada um dos grupos com a visão que se tem de si próprio, gerando poderosos insights para o participante. É importante ressaltar que a avaliação 360º mensura percepções, mas não pode ser tomada como verdade absoluta. Ela deve, sim, ser utilizada para reflexão e desenvolvimento, mas não como instrumento de mensuração de performance ou para subsidiar programas de remuneração variável, por exemplo. Sistemas ou processos imprecisos ou confusos podem levar a resultados improdutivos, como feedback punitivo, metas de desenvolvimento não apropriadas, stress, cinismo, descrença e falta de participação.

Por outro lado, se feito e utilizado corretamente, o 360º leva o avaliado a assumir responsabilidade por seu autodesenvolvimento, por meio da elaboração e execução de um plano de ação com objetivos claros e indicadores de progresso. No entanto, para que o avaliado assuma essa responsabilidade, ele deve ser envolvido desde o início na escolha dos participantes que irão responder sua avaliação. A credibilidade destes perante o avaliado é crítica para o sucesso do processo. Da mesma forma, o resultado deverá ser entregue em primeira mão para o avaliado, para que ele tenha tempo de assimilar o conteúdo e refletir sobre as mensagens ali contidas. Se isto não for respeitado, o avaliado poderá descartar os resultados da avaliação e todo o processo terá sido um desperdício de tempo e recursos. O que se recomenda é que o próprio avaliado compartilhe seus resultados com seu superior imediato para discutir seu plano de desenvolvimento, alinhando suas necessidades de desenvolvimento com aquelas identificadas pela empresa.

Em resumo, a avaliação 360º é uma das formas mais eficientes e eficazes para apoiar o desenvolvimento humano e organizacional, desde que utilizada corretamente!

Márcia Veras é coach executiva e consultora em Gente & Gestão.

Fonte: Endeavor Brasil

Sobre o autor

Leo Rombesso

Fundador da Eurekaria, desde 1998 vem acumulando experiência em diferentes áreas do conhecimento como segurança da informação, produtos financeiros, telecomunicações, incentivo, ativação de marcas, recursos humanos, promoção e eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 8 =